Prefeito de cidade do norte do México é sequestrado por homens armados

Sequestrantes ainda não foram identificados; prefeito cooperava com luta contra o narcotráfico

16 de agosto de 2010 | 20h22

CIDADE DO MÉXICO- Autoridades informaram nesta segunda-feira, 16, que um comando armado de homens disfarçados como agentes sequestrou um prefeito de uma cidade do estado de Nuevo León, no norte do México.

 

Veja também:

linkCrime organizado mata 19 em fim de semana violento no México

 

Edelmiro Cavazos, prefeito da cidade de Santiago, foi raptado por um grupo ainda desconhecido em sua casa por volta da meia-noite do domingo, afirmou em coletiva de imprensa o procurador de Nuevo León, Alejandro Garza y Garza.

 

Segundo o funcionário, 15 homens armados chegaram em sete veículos à residência de Cavazos, a quem colocaram a força dentro de uma caminhonete.

 

Aparentemente, os sequestradores se identificaram como membros da Polícia Judiciária Federal, corporação que não existe há anos. Alguns deles teriam gorros com as iniciais da Procuradoria Geral da República.

 

Segundo Garza, um segurança da casa do prefeito também foi colocado no porta-malas de um dos carros dos homens armados, mas foi abandonado em uma estrada depois, sem ferimentos.

 

O procurador descreveu Cavazos como uma pessoa que cooperava e estava "dando às caras ao crime organizado", mas se recusou a identificar um possível grupo responsável. Até agora, não foi feito nenhum pedido de resgate.

 

Nuevo León, no noroeste do México, é um estado que sofre com um aumento da violência do narcotráfico nos últimos meses, particularmente devido a uma disputa sangrenta entre o cartel do Golfo e seus antes aliados, o cartel Los Zetas.

 

Desde que o presidente Felipe Calderón assumiu o poder, em 2006, e declarou guerra ao narcotráfico, 28.000 pessoas foram assassinadas pelas mãos do narcotráfico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.