Premiê francês refuta críticas de Ségolène Royal a Sarkozy

Atitude de Royal ao comentar papel do presidente na negociação com as Farc demonstra sua 'falta de dignidade'

Efe,

04 de julho de 2008 | 04h43

O primeiro-ministro francês, François Fillon, refutou nesta quinta-feira, 3, na cidade canadense de Québec as críticas da líder do Partido Socialista da França, Ségolène Royal, ao presidente Nicolas Sarkozy. Veja também:Para Fidel, seqüestro de Betancourt foi 'cruel e injustificado'Libertação foi milagre, precisamos lutar pelos reféns, diz IngridIngrid pede liga de países para libertar reféns Lula cobra sensibilidade das Farc para soltar refénsO drama de IngridPor dentro das Farc Histórico dos conflitos armados na região   Cronologia do seqüestro de Ingrid BetancourtLeia tudo o que foi publicado sobre o caso Ingrid BetancourtO seqüestro de Ingrid Betancourt  Fillon, que participa no Canadá das comemorações dos 400 anos da cidade de Québec, disse que a atitude de Royal ao comentar o papel de Sarkozy na libertação da franco-colombiana Ingrid Betancourt demonstrou sua "falta de dignidade". "Acho que foi uma total falta de dignidade", afirmou o primeiro-ministro francês em resposta às palavras de Royal, segundo a imprensa local. Além disso, afirmou que a líder opositora tinha se comportado "como uma menina pequena no pátio de um colégio". Royal, que também está no Canadá para as celebrações do aniversário de Québec, tinha assinalado que as negociações de Sarkozy com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para a libertação de Betancourt "foram desnecessárias e não levaram a nada".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.