Presidenta argentina fica mais popular que o marido Kichner

A presidenta argentina, Cristina Fernández, apresentou um índice de 36 por cento de popularidade em uma pesquisa divulgada neste domingo, um crescimento em relação a junho. O levantamento mostrou ainda que ela possui uma aceitação maior que a do seu marido e antecessor no cargo, Nestor Kichner.

REUTERS

15 de agosto de 2010 | 12h11

A mesma pesquisa havia mostrado em junho um índice de popularidade de Cristina de 29 por cento. Já a popularidade de Nestor Kichner, que pode tentar suceder Cristina em 2011, ficou em 32 por cento.

A pesquisa da consultoria Poliarquía, publicada pelo jornal La Nación, mostrou que 49 por cento desaprovam a gestão de Cristina, que assumiu o cargo em 2007 e deve concluir seu mandato em dezembro de 2011.

Entre os entrevistados, 45 por cento responderam que aprovam o governo. A melhora na imagem de Cristina e do governo ocorre em meio à recuperação no consumo do país após a desaceleração da economia em 2009. Além disso, o governo tem destinado amplos recursos para programas sociais.

(Por Guido Nejamkis)

Tudo o que sabemos sobre:
ARGENTINACRISTINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.