Presidente da Argentina fratura o tornozelo

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, fraturou o tornozelo esquerdo e o imobilizou, informou o governo, neste sábado, sem detalhar as circunstâncias que ocasionaram a contusão nem seu estado de saúde atual.

REUTERS

27 de dezembro de 2014 | 11h45

Cristina, de 61 anos, voltou na noite de sexta-feira de Río Gallegos, na província de Santa Cruz, por causa da lesão e permanecerá em repouso na residência presidencial, informou a agência estatal de notícias Télam.

Um breve comunicado da Unidade Médica Presidencial, datado de 26 de dezembro, informou que Cristina “sofreu uma contusão no tornozelo esquerdo, que produziu uma fratura bimaleolar sem deslocamento”.

“Foram indicados imobilização, tratamento sintomático e controle evolutivo”, acrescentou a nota.

A presidente esteve internada durante sete dias em novembro devido a um quadro de febril infeccioso.

Em meados de outubro, ela permaneceu vários dias em repouso por causa de uma faringite, enquanto que há um ano passou por uma cirurgia devido a um hematoma cerebral.

(Por Eliana Raszewski)

Mais conteúdo sobre:
ARGENTINAPRESIDENTEFRATURA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.