Presidente da Colômbia tentaria reeleição no caso de 'hecatombe'

O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe,admitiu a possibilidade de tentar uma segunda reeleição paramanter-se no cargo depois de 2010 caso ocorra uma "hecatombe,"declaração essa que gerou polêmica no país sul-americano. Os planos do candidato, ainda que condicionados a um eventofuturo, significam uma mudança de postura, já que Uribeafirmou, depois de ser reeleito em 2006, que não estavainteressado em continuar na Presidência. "Não é conveniente que um presidente perpetue-se no poder.A coalizão deve encontrar um candidato. Reeleição, apenas nocaso de uma hecatombe", disse Uribe na quarta-feira, em umareunião com os líderes dos partidos da base governista. O dirigente do Partido Social de Unidade Nacional propôs,no começo de outubro, a realização de um plebiscito para que opovo colombiano decida-se sobre a possibilidade de opresidente, que conta com altos índices de popularidade,continuar no poder. A legenda esquerdista Pólo Democrático Alternativo e oPartido Liberal, que fazem oposição ao governo Uribe,manifestaram seu rechaço aos planos sobre uma nova reformaconstitucional permitindo a reeleição do atual dirigente. Osdois partidos pediram que o presidente explique o que entendepor "hecatombe".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.