Presidente da Guatemala descobre espionagem em sua casa

Álvaro Colom diz que encontrou microfones e câmaras de vídeo na casa presidencial e em seu escritório

Associated Press,

04 de setembro de 2008 | 21h46

O presidente da Guatemala, Álvaro Colom, disse que encontrou microfones e câmaras de vídeo que espionavam seu escritório, o de sua esposa e outras dependências da casa presidencial. "Isso é verdadeiramente grave. São muitas informações que nem sabíamos da onde saíam. A princípio, achávamos que era por telefone", declarou Colom em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 4.   O chefe da segurança, Carlos Quintanilla, e o secretário de Análises Estratégicas, Gustavo Solano, foram despedidos, informou o presidente. Ele afirmou ainda que pedirá à Fiscalização Geral que apure o uso dos equipamentos. Unidades do Exército da Guatemala entraram na casa e na sede do governo por ordens de Colom para iniciar a investigação.

Tudo o que sabemos sobre:
Guatemala

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.