Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Presidente do Equador pode suspender viagem ao Irã

A possibilidade surgiu por um relatório sobre as supostas irregularidades na contratação de créditos internacionais

EFE

23 de novembro de 2008 | 00h11

O presidente do Equador, Rafael Correa, advertiu neste sábado que poderia suspender sua viagem ao Irã, prevista para dezembro, se assim o requer a elaboração de uma estratégia orientada a não pagar partes da dívida externa considerados ilegítimos. Correa, em seu habitual programa de rádio e televisão, disse que no dia 4 de dezembro tinha previsto viajar para Teerã, embora, tenha destacado que no final vai ter que suspender a viagem por causa do problema da dívida externa. A possibilidade de suspender esse deslocamento surgiu pela importância que Correa deu a um relatório sobre as supostas irregularidades na contratação de créditos internacionais adquiridos no passado. Além disso, Correa fez este anúncio ao lembrar que nesta semana s reuniu com embaixadores de países com os quais o Equador assinou convênios, para dar seguimento ao cumprimento dos mesmos.

Tudo o que sabemos sobre:
Rafael Correa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.