Presidente do Equador prevê que referendo aprovará Constituição

O presidente do Equador, Rafael Correa,previu na terça-feira que um referendo a ser realizado nesteano levará à aprovação da nova Constituição do país, essencialpara o seu projeto de reformas socialistas. O líder nacionalista se elegeu com a promessa de convocaruma Constituinte, em funcionamento desde novembro. A únicaesperança da fraca oposição é que os eleitores rejeitem a novaCarta, que amplia os poderes do Estado e reduz a influência departidos tradicionais. O referendo está previsto para o segundo semestre desteano. "Desejamos, com alegria e prudência, contar com umaConstituição popular, justa, democrática, digna, soberana e,sobretudo, profundamente humana, que não duvidamos que seráratificada por nosso povo", disse Correa, em seu primeiropronunciamento anual à Constituinte sobre seu mandato. Economista formado nos EUA, aliado do venezuelano HugoChávez, Correa é o presidente com maior popularidade no Equadordesde a redemocratização, em 1979.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.