Presidente do Paraguai diz que tudo está pronto para eleição

Declaração foi feita em um tom conciliador, depois ataques à oposição

REUTERS

18 de abril de 2008 | 17h20

O presidente paraguaio, Nicanor Duarte, pediu calma à população e assegurou que tudo está pronto para garantir a participação nas eleições de domingo. A declaração foi feita em um tom conciliador, depois que Duarte havia atacado a oposição durante a semana.   Entretanto, Duarte admitiu que podem acontecer atos isolados para tumultuar o processo eleitoral. As eleições serão definidas em turno único por maioria simples, e o Partido Colorado, de Duarte, corre o risco de perder o poder pela primeira vez em seis décadas. "Quero dizer à nação que o Estado e suas instituições estão prontos para garantir a participação dos cidadãos para o exercício de seu direito ao voto no próximo domingo em todo o país", disse o presidente em uma coletiva de imprensa. Duarte havia inflamado o clima eleitoral nesta semana ao denunciar a presença de grupos de agitadores procedentes do exterior que provocariam incidentes em torno das eleições. "Eu não posso, nem nada pode, assegurar o comportamento dos indivíduos. Eu não posso dizer, veja, não vai haver nenhum tipo de desmando ou de abuso", advertiu. O presidente apóia a candidatura de sua ex-ministra da Educação, Blanca Ovelar, que figura em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto. Na liderança está o ex-bispo católico Fernando Lugo, que representa a Aliança Patriótica para a Mudança, de oposição. Observadores internacionais pediram que se acalmassem as acusações depois que simpatizantes de uma e outra facção entraram em confronto na noite de quinta-feira em um bairro na periferia de Assunção. Duarte clamou a Lugo admita sua derrota nas urnas caso não triunfe, depois que o bispo afirmou que se perdesse, seria por causa de uma fraude. "Não podemos nos declarar democratas por um lado e por outro dizer que não vamos aceitar os resultados. Esta atitude é sempre tomada por derrotados", disse o presidente. (Por Mariel Cristaldo, com contribuição de Daniela Desantis e Antonio de la Jara)

Tudo o que sabemos sobre:
PARAGUAIELEICAODUARTE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.