Presidente do Paraguai garante que não tentará reeleição

O presidente paraguaio, Fernando Lugo, disse na terça-feira que não aspira a um segundo mandato, aparentemente se distanciando de uma iniciativa de sua coalizão para reformar a Constituição e permitir a reeleição presidencial.

REUTERS

14 de junho de 2011 | 20h57

Pesquisas de opinião divulgadas recentemente indicam que mais de 65 por cento dos entrevistados se opõem a uma reeleição Lugo, ex-bispo de 60 anos que chegou à Presidência em 2008 e se recupera de um câncer linfático.

Ainda assim, dirigentes da ala esquerda de sua coalizão iniciaram semanas atrás a coleta de mais de 30.000 assinaturas para solicitar ao Congresso que aprove uma emenda constitucional que abriria caminho para sua reeleição em 2013.

A iniciativa ameaça aprofundar os conflitos internos na coalizão governista.

Dirigentes do Partido Liberal, o maior da aliança, se opõem à reeleição de Lugo e desejam que um liberal lidere a próxima chapa presidencial.

"Fernando Lugo não quer ser reeleito. Repito: Fernando Lugo não quer ser reeleito", disse o presidente à Rádio Cáritas.

Consultado sobre por que seus aliados promovem a emenda constitucional, Lugo afirmou que eles buscam persuadí-lo para que se candidate.

A iniciativa polêmica não só abriu um debate político, mas também jurídico. Alguns especialistas dizem que esse aspecto da Constituição pode ser modificado por meio de uma emenda aprovada pelo Congresso, enquanto outros afirmam que somente uma assembleia constituinte poderia autorizar a reeleição.

(Reportagem de Mariel Cristaldo)

Tudo o que sabemos sobre:
PARAGUAILUGOSEMREELEICAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.