Presidente eleita do Chile nomeia Alberto Arenas novo ministro da Fazenda

A presidente eleita do Chile, Michelle Bachelet, anunciou nesta sexta-feira os integrantes de seu gabinete ministerial, entre eles o economista Alberto Arenas como ministro da Fazenda, um cargo que será importante para concretizar as profundas reformas de seu governo.

Reuters

24 de janeiro de 2014 | 20h01

A socialista, que teve uma vitória esmagadora nas eleições presidenciais de dezembro, nomeou o jovem engenheiro Rodrigo Peñailillo para o Ministério do Interior e o economista Nicolás Eyzaguirre para a Educação.

Bachelet prometeu profundas mudanças no sistema educacional que pretende promover com o aumento de impostos para empresas e com a eliminação de alguns benefícios corporativos.

A presidente eleita havia prometido anunciar as nomeações antes de conhecer a decisão da Corte Internacional de Justiça, de Haia, sobre a disputa marítima entre Chile e Peru, marcada para 27 de janeiro.

O ex-embaixador Heraldo Muñoz será o próximo ministro das Relações Exteriores e entre suas primeiras missões está a coordenação com o atual chanceler Alfredo Moreno da implementação de eventuais medidas após o veredicto de Haia sobre o impasse marítimo.

À frente do Ministério da Defesa estará o atual deputado Jorge Burgos, enquanto que as pastas de Mineração e Energia serão assumidas por Aurora Williams e Máximo Pacheco, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
CHILEGOVERNONOVO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.