Presidente paraguaio submete-se a exames médicos em São Paulo

O presidente paraguaio, Fernando Lugo, vai passar por uma série de exames médicos na quarta-feira em São Paulo como parte de um controle após tratamento com quimioterapia contra um câncer, informou uma fonte oficial.

REUTERS

25 de janeiro de 2011 | 18h01

Lugo, que está no Brasil desde domingo fazendo uma pausa em suas atividades, fará no hospital Sírio-Libanês os exames, que durariam até quinta-feira, disse a agência oficial de notícias IPParaguay.

O presidente, de 59 anos, foi diagnosticado em agosto com um linfoma não-Hodgkin com envolvimento ósseo e desde então se submeteu a seis sessões de quimioterapia, alternadas entre Assunção e São Paulo. Somente após dois anos os médicos poderão declará-lo curado.

Lugo receberá a primeira dose de uma medicação que utilizará por vários meses, mas não ficará internado no hospital da capital paulista, para onde foi levado de emergência em outubro devido a uma trombose, no pior momento de seu tratamento.

A agência oficial disse que, no Brasil, Lugo recebeu ligação de seu colega do México, Felipe Calderón, que lhe informou sobre a prisão do suposto agressor do jogador paraguaio Salvador Cabañas, José Jorge Balderas, na semana passada.

(Reportagem de Daniela Desantis)

Tudo o que sabemos sobre:
PARAGUAILUGOEXAMESSP*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.