Primeiro-ministro cita ingerência de Chávez no Peru

O primeiro-ministro do Peru, Jorge delCastillo, disse na segunda-feira que o presidente venezuelano,Hugo Chávez, estaria financiando em segredo ativistas deesquerda no país para espalhar seu discurso socialista pelaAmérica Latina. Castillo acusou o governo da Venezuela de estar por atrásdas dezenas de Casas de Alba que operam no Peru, grupo que ogoverno peruano diz estar vinculado à Alternativa Bolivarianapara as Américas (Alba), um bloco comercial impulsionado porChávez e integrado por Bolívia, Cuba, Nicarágua e Venezuela. O bloco do Alba foi lançado em 2004 como uma alternativaaos tratados de livre-comércio dos Estados Unidos com algunspaíses da América Latina. "Se o governo da Venezuela quer ajudar, tem os canaisnormais para fazê-lo, mas não por debaixo da mesa", disse DelCastillo à imprensa estrangeira. Ele afirmou ainda que, embora "não haja provas concretas"da entrega de dinheiro por parte do governo de Chávez aosdirigentes das Casas de Alba no Peru, há "indícios" de queestas entidades buscam desestabilizar a gestão de García,organizando e participando de protestos. O Congresso peruano aprovou na semana passada umainvestigação sobre como funcionam as Casas de Alba e podesolicitar o levantamento do seu sigilo bancário e decomunicações. O embaixador da Venezuela em Lima, Armando Luna, negou queseu país esteja financiando estas organizações e rejeitouqualquer ingerência em assuntos internos do Peru. (Reportagem de Marco Aquino)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.