Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Queda de avião em zona residencial de Quito mata ao menos 5

Aeronave militar equatoriana se chocou contra dois prédios; todos os ocupantes e um em terra foram vítimas

Agências internacionais

19 de março de 2009 | 19h50

Pelo menos cinco pessoas morreram nesta quinta-feira, 19, quando uma aeronave militar equatoriana caiu em um bairro residencial de Quito, anunciaram as autoridades. O acidente matou o piloto, o co-piloto e um mecânico de voo do avião tipo Wirchraft, que realizava um voo de instrução entre a cidade de Manta e a capital equatoriana. De acordo com informações dos bombeiros, o aparelho se chocou contra dois prédios.

 

Prédio em chamas após ser atingido por avião. Foto: AP

 

Duas vítimas em terra já foram retiradas dos edifícios. Após o impacto houve uma pequena explosão, por isso os moradores da área começaram a ser retirados da área do acidente.

 

O subsecretário de Transporte Aéreo equatoriano, Guillermo Bernal, disse que as causas da tragédia estão sendo investigadas. Na hora do acidente, a região apresentava forte neblina.

 

Policiais, bombeiros e equipes de socorro trabalhavam intensamente no local, que fica perto de um hotel estatal e da casa da embaixadora dos Estados Unidos na cidade. Segundo uma porta-voz da embaixada americana, a representante diplomática em Quito não se feriu.

 

O incidente aconteceu na avenida González Suárez, que abriga elegantes prédios de até 15 andares. Na mesma via aconteceram quatro acidentes aéreos na década de 1990. O local fica em meio à rota de aterrissagem do aeroporto da capital, localizado a apenas 3 quilômetros.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Equadoravião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.