Rafael Correa explica ausência do Equador da Alba

Em resposta, Hugo Chávez disse que respeita as decisões de cada país

EFE

30 de agosto de 2008 | 02h43

O presidente equatoriano, Rafael Correa, reiterou neste sábado que seu país não aderiu à Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba) porque, por enquanto, não acrescentaria nada significativo a sua relação com a Venezuela. "Temos uma ótima relação com a Venezuela e não vemos que valor agregado poderíamos obter neste momento com uma integração formal", disse Correa ao ser perguntado sobre o assunto em uma coletiva conjunta com o presidente venezuelano, Hugo Chávez. O governante equatoriano afirmou ainda que "o Equador jamais excluiu a possibilidade de no futuro fazer parte do Alba". Já Chávez afirmou que respeita as decisões de cada país, mas reconheceu que o Alba ganharia força com a entrada do Equador. "Nós precisamos do Equador, mas respeitamos a liberdade de cada país", disse Chávez.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorVenezuelaAlba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.