Raúl Castro anuncia VI Congresso do Partido Comunista para abril de 2011

Encontro não realizado desde 1997 terá foco único na solução dos problemas econômicos da ilha

Efe,

08 de novembro de 2010 | 23h23

HAVANA- O presidente de Cuba, general Raúl Castro, anunciou nesta segunda-feira, 8, a data do VI Congresso do Partido Comunista, que será realizado na segunda quinzena de abril de 2011 e estará centrado na "solução dos problemas da economia".

 

Veja também:

linkDissidentes cubanos pressionam governo por libertações

 

Castro anunciou a convocatória do Congresso do PCC, que não se reúne desde 1997, no ato de celebração do décimo aniversário do convênio integral entre Cuba e Venezuela, do qual o presidente Hugo Chávez participou.

 

"O bureau político acordou convocar o VI Congresso para a segunda quinzena do mês de abril do próximo ano, em ocasião do 50º aniversário da vitória de Playa Giron e da proclamação do caráter socialista da Revolução cubana", disse o general Castro.

 

"O VI Congresso se concentrará na solução dos problemas da economia, nas decisões fundamentais na atualização do modelo econômico cubano e serão adotados as orientações da política econômica e social do partido da Revolução", acrescentou.

 

Raúl Castro pediu a participação de toda a população para preparar o conclave do Partido Comunista e recordou que a unidade entre "os revolucionários, a direção e a maioria do povo é a nossa mais importante arma estratégica, a que nos permitiu chegar aqui e continuar o futuro aperfeiçoamento do socialismo".

 

Em 2008, em sua primeira aparição oficial após sua ratificação na presidência, Raúl anunciou que o VI Congresso do PCC seria realizado no final de 2009, mas em julho do ano passado a reunião foi adiada de forma indefinida.

 

O líder cubano Fidel Castro, que em 2006 delegou a presidência a seu irmão devido a uma doença, continua sendo o primeiro secretário do PCC, único partido de Cuba.

 

Raúl disse ter entregue "ao comandante chefe da revolução" o primeiro exemplar do "projeto de orientações do congresso", enquanto o segundo foi entregue hoje a Chávez.

 

A convocatória ao VI Congresso do Partido Comunista cubano é feita em um momento marcado pelos ajustes econômicos empreendidos pelo general Castro para "atualizar o modelo socialista".

 

O governo cubano iniciou um processo para suprimir 500.000 empregos públicos para reduzir o inchaço nas empresas estatais e criou oportunidades para a iniciativa privada e pequenas empresas no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.