Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Raúl Castro libera venda de computadores e DVDs em Cuba

Entre produtos que tiveram importação autorizada estão panela de pressão e de arroz e microondas

MARC FRANK, REUTERS

13 de março de 2008 | 13h04

O governo de Cuba autorizou a venda irrestrita de computadores, aparelhos de DVDs e outros produtos eletrônicos, no primeiro sinal de que o líder Raúl Castro está agindo para melhorar o acesso de bens de consumo aos cubanos.   "Baseado na melhora do acesso à eletricidade, o governo aprovou a venda de alguns equipamentos que antes era proibida", informou um memorando interno do governo, ao qual a Reuters teve acesso nesta quinta-feira, 13.Estavam listados computadores, aparelhos de vídeo e DVD, e TVs de 19 e 24 polegadas, panela de pressão elétrica, panela de arroz, alarmes de carro, microondas e bicicletas elétricas - que antes os cubanos não eram autorizados a comprar. Raúl Castro, 76 anos, assumiu o poder interinamente de Cuba em julho de 2006, quando seu irmão mais velho, Fidel Castro, lhe passou o poder para cuidar da saúde após uma cirurgia intestinal. Raúl se tornou formalmente o novo líder de Cuba em quase meio século em 24 de fevereiro e prometeu atenuar algumas restrições no dia-a-dia dos cubanos. No ano passado, sob o governo provisório de Raúl Castro, regras de alfândega foram atenuadas permitindo aos cubanos trazer à ilha alguns equipamentos eletrônicos e de automóveis.

Tudo o que sabemos sobre:
CubaRaúl Castro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.