Miraflores Press Office, Marcelo Garcia/AP Photo
Miraflores Press Office, Marcelo Garcia/AP Photo

Raul e Fidel Castro revisam cooperação com Hugo Chávez

Em visita a Cuba, presidente venezuelano avalia aspectos das relações mantidas entre os países

Reuters

16 de abril de 2010 | 11h44

HAVANA - O presidente cubano, Raul Castro, e seu irmão Fidel revisaram o progresso da cooperação com a Venezuela depois que o presidente Hugo Chávez, o principal aliado político de Cuba na região, visitou o país caribenho, disse nesta sexta-feira o governo cubano.

 

Chávez viajou na quinta-feira para Havana após uma visita que realizou em Managua, onde se encontrou com o presidente nicaraguense, Daniel Ortega, com quem firmou uma série de projetos de colaboração.

 

"Durante a visita (a Cuba) Chávez teve um encontro com o Comandante em Chefe Fidel Castro Ruz, onde avaliaram diversos aspectos das frutíferas relações de trabalho entre os dois povos (...)", disse o Granma, o jornal oficial do Partido Comunista.

 

Não foram divulgadas imediatamente imagens do encontro de Chávez com Raul e Fidel Castro.

 

A visita de Chávez a Havana no momento em que Cuba acusa os Estados Unidos, seu principal inimigo político, e a Europa de usar os direitos humanos para desprestigiar a revolução.

 

Cuba tem sido duramente criticada nas últimas semanas após a morte do preso político Orlando Zapata em fevereiro e a deterioração da saúde de Guillermo Farinas, um opositor que entrou nesta sexta-feira em seu 51º dia de greve de fome para pedir a liberação de 26 presos políticos doentes.

 

"Nas reuniões tidas com o Presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, o General do Exército Raul Castro Ruz, foi examinada também a natureza da colaboração entre nossos países (...)", divulgou o Granma sem mais detalhes.

 

Fidel Castro, de 83 anos, se mantém politicamente ativo escrevendo colunas na imprensa estatal e recebendo personalidades internacionais.

 

No final de fevereiro se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que o encontrou "bem" de saúde.

 

Segundo cifras oficiais, Cuba e Venezuela firmaram em dezembro cerca de 285 acordos de cooperação com valor de 3.161 milhões de dólares, nas áreas de ciência, tecnologia, produção de alimentos, pesca e turismo.

 

A Venezuela, que entrega a Havana cerca de 93.000 barris de petróleo por dia em condições preferenciais de cooperação, é o principal sócio comercial. De Cuba, com quem mantém um comércio que chega a 5.000 milhões de dólares por ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.