Reaparição de Fidel na TV dissipa rumores sobre sua saúde

A reaparição de Fidel Castro natelevisão depois de cinco meses dissipou os rumores sobre asaúde do "comandante" e sugeriu que ele continua a desempenharum papel político importante em Cuba. Um breve vídeo transmitido pela TV estatal cubana naterça-feira à noite mostrou Fidel, 81, conversando em um jardimcom o presidente venezuelano, Hugo Chávez. O jornal oficial Granma disse na quarta-feira que os doistiveram um encontro de trabalho "intenso e produtivo", do qualparticipou também o irmão de Fidel, Raúl Castro, general de 77anos que o substituiu na Presidência em fevereiro. "É uma grande alegria para os revolucionários demonstrar aomundo que teremos um comandante em chefe para sempre", disseAlberto Mendive, um funcionário universitário de 48 anos,enquanto comprava o Granma no centro de Havana. O jornal que Mendive tinha nas mãos tinha na capa duasfotos grandes de Fidel, nas quais estava magro, mas bastanteatento. Em um delas, estava de pé e dirigia-se a Chávez, enquantoRaúl escutava com atenção. Na outra, levava a mão ao queixo,numa atitude reflexiva. Segundo uma nota oficial, durante a reunião, os trêsfalaram sobre a alta dos preços dos alimentos e até do impactodas inundações no estado de Iowa. Apesar de ter renunciado ao poder executivo em fevereiro, adiscreta recuperação de Fidel sugere que ele continuaráauxiliando seu irmão nas principais decisões do Estado. Desde que chegou ao poder, Raúl já implementou uma série demudanças, como a liberação de hotéis e a venda de celulares. Ogoverno cubano nega que haja contrastes entre a linha políticados dois irmãos. As imagens diminuíram a inquietação sobre a saúde doex-presidente cubano, que não aparecia em Cuba desde que ficoudoente, há quase dois anos. O último vídeo dele datava dejaneiro. (Reportagem adicional de Nelson Acosta, Marc Frank e RosaTania Valdés em Havana)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.