Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Reféns das Farc não estão na Venezuela, diz vice de Chávez

Os três reféns que as Farc prometemlibertar em breve não estão em território venezuelano, disse nasexta-feira o vice-presidente do país, Jorge Rodríguez, apesardos insistentes rumores de que seriam entregues no sul dessepaís. A guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia(Farc) anunciou nesta semana a intenção de entregar, como atode "desagravo", Consuelo González, Clara Rojas e seu filhoEmmanuel ao presidente venezuelano, Hugo Chávez, que foiafastado pelo governo colombiano da tentativa de mediar alibertação de um grupo maior de reféns. Rodríguez disse a jornalistas de que o rumor de que osreféns estariam numa instalação militar de Caracas ou em algumoutro ponto do território venezuelano "é completamente falso" e"vai contra a segurança precisamente dos reféns". "Peço que tenhamos mesura, parcimônia, discrição,precisamente e principalmente para resguardar a vida dessaspessoas", acrescentou. Embora a imprensa de ambos os países insista que aguerrilha entregará os reféns pessoalmente a Chávez, não háconfirmação oficial sobre a data do regresso dele à Venezuela.O presidente está viajando desde segunda-feira e na sextaparticipava da cúpula Petrocaribe, em Cuba. Chávez qualificou a libertação como "bom presente de Natal"e há alguns dias disse que poderia nomear um representante pararecebê-los. O presidente colombiano, Álvaro Uribe, afastou no mêspassado Chávez das negociações por se sentir traído por causade contatos de Chávez com a cúpula militar colombiana. A ex-deputada González foi capturada pela guerrilha em2001. Rojas, que foi candidata a vice-presidente na chapa deIngrid Betancourt, também sequestrada, está no cativeiro desde2002, e nesse período teve o filho Emmanuel. As Farc pretendem trocar cerca de 50 reféns por centenas deguerrilheiros presos. (Por Patricia Rondón Espín)

REUTERS

21 de dezembro de 2007 | 17h24

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAFARCREFENS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.