Resquícios do furacão Dean ainda provocam tempestades no México

O México vai seguir sofrendocom chuvas intensas, inundações e deslizamentos de terragerados pelos resquícios do furacão Dean, que atingiu estasemana o país, disseram meteorologistas na sexta-feira. Como consequência do Dean, o Serviço Meteorológico Nacional(SMN) prevê chuvas torrenciais para sexta-feira na regiãonoroeste do país, nos Estados de Sonora, Baixa Califórnia Sul,Sinaloa, Colima, Jalisco e Nayarit. O Dean atingiu o território mexicano pela primeira vez namadrugada de terça-feira na Península de Yucatán como umpoderoso furacão de categoria 5, a mais alta, depois foi para oGolfo do México e reingressou no território mexicano peloEstado de Veracruz, perdendo intensidade em seu caminho. O Dean deixou ao menos 27 mortos no México e em váriasilhas do Caribe, arrancou tetos de casas, derrubou árvores epostes de luz, deixou povoados inteiros inundados e inutilizouum porto de cruzeiros e obrigou a retirada de milhares depessoas. Enquanto o Dean se dissipava no Pacífico depois de cruzar oterritório mexicano de ponta a ponta, os meteorologistasalertaram para os últimos suspiros da tormenta. "Os restos do Dean localizados nesta manhã (sexta-feira)sobre as costas de Sinaloa e Baixa Califórnia, além do fluxo deumidade do Oceano Pacífico, manterão condições de céusparcialmente nublados a nublados com chuva, atividade elétricae potencial de granizo sobre o ocidente e o noroeste doterritório", afirmou o SMN. (Por Armando César Tovar)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.