Réu brasileiro tenta se matar com arma de policial na Bolívia

Tentativa aconteceu após Mario Ramires ter seu direito à liberdade condicional suspenso

Efe,

06 de março de 2009 | 02h17

Um réu brasileiro tentou se matar na quinta-feira, 5, no departamento (estado) de Cochabamba, na Bolívia, mas a arma que tinha tomado de um policial não funcionou quando ele tentou disparar contra si próprio, informaram fontes oficiais. O comandante da Polícia de Cochabamba, Carlos Quiroga, informou à agência de notícias estatal "ABI" que o brasileiro que protagonizou o incidente se chama Mario Ramires. O brasileiro tinha passado por uma audiência judicial em que seu direito à liberdade condicional foi suspenso e foi determinado que ele retornasse à prisão. Ramires, que conta com uma longa ficha na Polícia boliviana, reagiu com violência e fugiu da corte em que aconteceu a audiência e aonde havia ido sem escolta policial. Um agente que estava em uma corte ao lado começou a persegui-lo, mas quando o alcançou, acabou tendo sua arma tomada pelo brasileiro. Com a pistola em seu poder, Ramires deu três tiros para o ar e, após ser encurralado pelo policial, tentou se matar, mas o arma já não tinha mais balas. O brasileiro foi detido e levado a uma cadeia local.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolíviabrasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.