Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Rice chega a Salvador para encontro com Gilberto Gil

Continuando sua visita ao Brasil, secretária de Estado americana deve visitar o Pelourinho

Agências internacionais,

13 de março de 2008 | 17h29

Continuando sua visita ao Brasil, a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, chegou a Salvador na tarde desta quinta-feira, 13, onde deve se encontrar com o ministro da Cultura, Gilberto Gil, e visitar iniciativas locais financiadas pelo governo americano, informou a Agência France Presse.  A secretária ainda deve visitar o Pelourinho, tradicional bairro do centro histórico da cidade, e se encontrar com o governador da Bahia, Jacques Wagner (PT-BA). Em sua chegada ao País nesta quinta-feira, Rice se reuniu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto. A secretária elogiou os esforços do Brasil durante a crise diplomática na América do Sul, durante entrevista coletiva concedida em Brasília ao lado do chanceler Celso Amorim.  Rice afirmou que o Brasil desempenhou papel importante nos acontecimentos da região e que os Estados Unidos se orgulham de serem parceiros da Colômbia e em ajudar a proteger a nação do narcotráfico, mas não consideram que o conflito Equador e Colômbia esteja plenamente resolvido. Durante a coletiva, Rice declarou ainda que os Estados Unidos serão sempre a favor da cooperação regional, já que o que o interesse de Washington é promover a prosperidade, a democracia e o livre-comércio regional, sem nenhum tipo de teste ideológico.  Segundo a secretária, o governo americano trabalha bem com qualquer Estado que haja de forma responsável com questões econômicas, democráticas e com a sua segurança e que o presidente George W. Bush não tem problemas em trabalhar com presidentes de esquerda, como Lula e a presidente chilena, Michele Bachelet.  Protestos Na parte frontal ao Palácio, um pequeno grupo de manifestantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) protestava nesta quinta-feira contra a visita da secretária, com uma faixa com os seguintes dizeres: "Um trilhão de dólares para a guerra. Nenhum centavo para a paz. Fora Condoleezza Rice do Brasil".  A agenda entre os dois países está dividida em assuntos de consulta em alto nível, como a discussão sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU, e questões diplomáticas de rotina, como o acerto de ponteiros para a reunião de segunda-feira da Organização dos Estados Americanos (OEA), em Washington, onde o organismo tentará pôr um ponto final na crise envolvendo Equador, Colômbia e o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Tudo o que sabemos sobre:
Condoleezza RiceEUASalvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.