Cubadebate/Handout/Reuters
Cubadebate/Handout/Reuters

'Ridícula', diz Cuba sobre mensagem de Trump à ilha

Resposta vem após carta do presidente norte-americano sobre líder da independência cubana

O Estado de S. Paulo

21 Maio 2017 | 04h58

O governo cubano julgou "ridícula" uma mensagem enviada pelo presidente norte-americano Donald Trump a respeito da ilha. Neste sábado, o empresáro e político americano se posicionou a respeito dos direitos humanos e as liberdades econômicas do país.

A televisão estatal cubana qualificou as declarações de controveras e ridículas" durante transmissão na noite de sábado. "Até o próprio governo norte-americano tem conhecimento de casa sobre os contraditórios e torpes pronunciamentos do magnata convertido em presidente, em temas de política tanto interna quanto externa", diz a nota. Em outros momentos, a nota atribui a Donald Trump o título de "mal-assessorado presidente dos Estados Unidos". A TV estatal não especificou se as opiniões eram uma resposta oficial ou não.

Mais cedo, Trump tinha feito uma homenagem ao herói da independência cubana, José Martí. A declaração, que dizia que os cubanos "merecem um governo que respeie os valores democráticos, as liberdades econômicas, religiosas e os direios humanos", foi considerada uma provocação ao regime de Raul Castro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.