Seis policiais mexicanos morrem durante confronto armado em Ciudad Juárez

Cerca de 30 homens fizeram uma emboscada a gente federais que estavam fazendo uma revista de praxe

23 de abril de 2010 | 17h22

Efe

 

CIUDAD JUÁREZ- Seis policiais federais mexicanos morreram, dois ficaram feridos e um suposto criminoso morreu nesta sexta-feira, 23, durante um confronto armado em Ciudad Juárez, depois que um grupo de traficantes de drogas fez uma emboscada contra uma patrulha de oficiais, informaram fontes da polícia local.

 

Os agentes federais fazia uma revista de rotina pelas ruas Santiago Troncoso e Durango, ao sudeste da cidade, considerada a mais violenta do país.

 

Autoridades da polícia local falaram à imprensa que dois agentes federais foram levados com ferimentos graves ao hospital Star Medica, localizado no norte de Ciudad Juárez.

 

Versões de fontes que presenciaram o tiroteio afirmaram que um grupo armado de aproximadamente 30 homens em vários veículos emboscou os agentes que estavam a bordo de dois carros oficiais.

 

Os agentes se defenderam, o que desencadeou uma troca de tiros em que um dos supostos criminosos morreu e outros ficaram feridos.

 

Há semanas Ciudad Juárez é vigiada por cerca de 5.000 agentes federais que substituem 8.000 soldados, os quais vinham desempenhando funções de segurança pública para frear a violência dos cartéis de drogas de Juárez eSinaloa. As quadrilhas rivais disputam o controle do tráfico na cidade.

 

A cidade, que faz fronteira com El Paso, no Texas, registrou 120 assassinatos no mês de abril, e mais de 750 ao longo do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.