Senado do Haiti derruba primeira-ministra

Decisão contra Michele Pierre-Louis coloca em risco os esforços do país para atrair investimentos estrangeiros

Agência Estado, Associated Press e Reuters,

30 de outubro de 2009 | 04h28

A primeira-ministra do Haiti, Michele Pierre-Louis, foi destituída do cargo pelo Senado, pouco depois da meia-noite desta sexta-feira, 30, (horário local), em um movimento que pode pôr em risco os esforços do país para atrair investimentos estrangeiros.

 

O voto de 18 dos 29 senadores para destituir Pierre-Louis também dissolveu o gabinete. A maioria dos senadores que votou contra a primeira-ministra é membro do partido do presidente René Préval. Pierre-Louis é líder do governo do Haiti e foi nomeada por Préval no ano passado. O debate sobre a destituição da primeira-ministra durou mais de nove horas, com senadores saindo da sala e acusando-se mutuamente de portar armas.

 

Pierre-Louis assumiu o cargo em setembro de 2008, quando o Haiti foi atingido por um dos quatro furacões e tempestades tropicais que mataram quase 800 pessoas e deixaram dezenas de milhares de desabrigados, além de causarem US$ 1 bilhão em danos. Ela assumiu o posto, que estava vago havia cinco meses, depois que os senadores depuseram seu antecessor durante os distúrbios causados pelo alto custo dos alimentos.

 

Ex-colônia francesa, o empobrecido país do Caribe tem 9 milhões de habitantes e um histórico de instabilidade política. Desde 2004, a Missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti atua no país. A missão é liderada pelo Brasil. No meio de outubro, o Conselho de Segurança da ONU renovou a atuação da missão de 9 mil homens por mais um ano.

 

Especialistas em desenvolvimento dizem que cerca de 70% dos nove milhões de habitantes do Haiti vivem com menos de 2 dólares ao dia, fazendo desse país o mais pobre das Américas.

Tudo o que sabemos sobre:
HaitiSenadoMichele Pierre-Louis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.