Senado paraguaio aprova estado de exceção no norte por violência

O Senado paraguaio aprovou nesta segunda-feira um projeto que declara estado de exceção em dois departamentos do norte do país, dias depois de uma nova incursão do Exército do Povo Paraguaio (EPP) deixar dois policiais mortos e semear o terror na região.

REUTERS

26 Setembro 2011 | 21h46

A declaração por um período de 60 dias e que ainda deve ser estudada pelos deputados suspende algumas garantias constitucionais e autoriza as Forças Armadas a apoiar a polícia na busca pelo EPP, o grupo armado de extrema esquerda responsável por sequestros e assassinatos.

O governo disse que não considerava a medida necessária, semelhante a uma decretada em abril de 2010, mas que respeitará a decisão do Congresso.

(Reportagem de Daniela Desantis)

Mais conteúdo sobre:
PARAGUAI EXCECAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.