Senador boliviano de esquerda é novo presidente da YPFB

A YPFB, companhia estatal de petróleo daBolívia, trocou o presidente pela quinta vez em cerca de doisanos, na quarta-feira, enquanto o presidente de esquerda EvoMorales prometeu consolidar a nacionalização do setor deenergia.Senador do partido do governo, Santos Ramírez, substituiuGuillermo Aruquipa, alvo de investigações de nepotismo eirregularidades administrativas. Ramírez é considerado um dos arquitetos da nacionalizaçãono setor decretada em maio de 2006. O ministro boliviano de Hidrocarbonetos, Carlos Villegas,disse na cerimônia de posse que o governo "está trabalhando emdiversas medidas para relançar a YPFB" e que "o presidente vaiexplicar este processo ao povo nos próximos dias". A companhia estatal foi desmantelada durante uma onda deprivatizações nos anos 1990, mas agora liderança de umaindústria nacionalizada, exporta gás para o Brasil e aArgentina. (Reportagem de Carlos Quiroga)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.