Sobe a 486 total de mortos identificados por terremoto no Chile

O governo do Chile informou nesta quarta-feira que o número de mortos identificados após o terremoto e tsunamis que devastaram grande parte do centro e sul do país em fevereiro subiu para 486 vítimas.

REUTERS

07 de abril de 2010 | 18h14

Anteriormente, o governo havia revelado que 432 pessoas haviam morrido pelo tremor de magnitude 8,8 de 27 de fevereiro. No entanto, 79 pessoas continuam desaparecidas, ante um número que beirava 100, segundo dados divulgados pelo governo.

"A situação desta diminuição se explica basicamente por pessoas que foram encontradas em alguns casos e, em outros casos, pessoas que foram reconhecidas como mortas e já contam com atestado de óbito", disse a jornalistas o subsecretário do Ministério do Interior, Rodrigo Ubilla.

O número de mortos pelo terremoto provocou polêmica depois que autoridades corrigiram o total várias vezes devido a erros na contagem das vítimas.

(Reportagem de Bianca Frigiani)

Tudo o que sabemos sobre:
CUBADISSIDENTEGREVE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.