Sobe para 793 o número de mortos por furacões no Haiti

Cifra é quase o dobro da estimativa anterior; mais de 165 mil ficaram desabrigados entre agosto e setembro

Efe,

06 de outubro de 2008 | 16h50

Subiu para 793 o número de mortos e para 310 o de desaparecidos por furacões e tempestades no Haiti durante os meses de agosto e setembro. A contagem foi divulgada pela Direção de Proteção Civil haitiana. O número de mortos é quase o dobro do relatório anterior, que calculava em 426 as vítimas fatais nessas catástrofes. Segundo o novo balanço, que também registra 500 feridos, a região mais afetada do país continua sendo Gonaives, onde 466 pessoas morreram. Veja também:Furacões destruíram anos de progresso no Haiti, diz presidente As autoridades locais informaram que esta localidade foi tomada por 3 mil metros cúbicos de lama após as inundações que alagaram suas ruas duas vezes, primeiro na passagem da tempestade tropical Hanna e, depois, com o furacão Ike. Nos dez Departamentos (Estados) do Haiti, 165.335 famílias estão desabrigadas, o que faz com que o número de pessoas desalojadas supere 800 mil. A Direção de Proteção Civil também indicou que 22.702 casas foram destruídas e 84.625 ficaram danificadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Haitifuracaão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.