Sobrinho de governador eleito no México é morto a tiros em Ciudad Juárez

Grupo de homens tentou sequestrar Humberto Medina e disparou contra ele enquanto tentava fugir

Associated Press e Agência Estado,

15 de julho de 2010 | 17h51

CIUDAD JUÁREZ, MÉXICO- O sobrinho do governador eleito do estado de Chihuahua, no norte do México, foi assassinado depois resistir a uma tentativa de sequestro, informaram autoridades nesta quinta-feira, 15.

 

Mario Humberto Medina Vela, de 42 anos, morreu na quarta-feira, quando um grupo de homens que tentou sequestrá-lo atirou contra ele, de acordo com o porta-voz da Procuradoria de Justiça de Chihuahua, Eduardo Esparza.

 

Medina era sobrinho de César Duarte Jáquez, do Partido Revolucionário Institucional (PRI), ex-presidente da Câmara de Deputados federal, que venceu as eleições para o governo de Chihuahua em 4 de julho. O estado é um dos mais atingidos pela violência do crime organizado, principalmente do narcotráfico.

 

"É uma desgraça o que aconteceu aqui", disse brevemente à imprensa o governador eleito nas arredores da funerária onde seu sobrinho estava sendo velado.

 

O porta-voz da Procuradoria estadual disse que a vítima foi retirada a força por vários homens de dentro de um comércio da sua família. Medina teria conseguido escapar e tentou fugir, mas os agressores atiraram nele pelas costas.

 

No dia 8 de julho, quatro pessoas foram assassinadas a tiros em duas lojas em Ciudad Juárez, sendo que uma delas era primo de Jáquez.

 

Ciudad Juárez, de 1,3 milhões de habitantes e vizinha de El Paso, no Estado norte-americano do Texas, é a localidade mais violenta do México, com cerca de 1.450 homicídios em 2010 e 2.660 homicídios em 2009, atribuídos a uma guerra entre dois cartéis de droga pelo controle da região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.