Suposto comando de narcotráfico liberta 59 presos no México

Um suposto comando de narcotraficantes chegou neste sábado a uma prisão no Estado ao norte do México, em Zacatenas, e libertou 59 prisioneiros, utilizando 15 caminhões e um helicóptero, informaram as autoridades no sábado.

REUTERS

16 de maio de 2009 | 15h31

Segundo as fontes do Exército e da polícia estatal, a maioria dos refugiados era membros do Cartel do Golfo, uma das organizações mais poderosas do país e que opera principalmente no noroeste do país.

O resgate ocorreu na madrugada, quando os integrantes do comando chegaram à prisão vestidos com uniformes da Agência Federal de Investigação (AFI), um corpo da polícia de elite, e disseram que queriam entrar na cadeia para realizar uma operação de transferência, disseram as fontes.

Durante toda a manhã do sábado, a polícia de Zacatecas e de Estados vizinhos como San Luis Potosí e Jalisco, com o apoio das forças de segurança federal, recorreram à região em busca de presos refugiados da prisão de Cieneguillas, a cerca de 25 quilômetros da capital do Estado.

Todos os guardas e os diretores da prisão estavam detidos para investigar sua provável participação como cúmplices do ataque, acrescentaram as fontes.

Os cartéis do narcotráfico são o principal problema de segurança do México, que possui cerca de 45 mil tropas para combatê-los, apesar de que as lutas não cessam entre os distintos grupos e entre eles e as forças de segurança.

A violência deixou no ano passado 6.300 mortes e mais de 2.250 só este ano. No entanto, Zacatecas era até agora um dos Estados com os menores índices de violência relacionada ao narcotráfico.

(Reportagem de Manuel Chacón)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICONARCOTRAFICOLIBERTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.