Supremo venezuelano legitima reeleição ilimitada de Chávez

Justiça considera que proposta, a ser votada em referendo no dia 15, 'não altera valores democráticos'

Agências internacionais,

04 de fevereiro de 2009 | 19h34

O Supremo Tribunal venezuelano deu seu respaldo nesta quarta-feira, 4, à proposta de emenda constitucional de reeleição ilimitada que abre caminho para uma nova presidência de Hugo Chávez. A justiça considerou que a modificação, que será votada em referendo no dia 15, "não altera de forma alguma os valores democráticos de ordem jurídica constitucional". Se aprovada, a medida permitirá que o presidente, os governadores, prefeitos e deputados concorram nas eleições quantas vezes quiserem.   Veja também: Desafio de Chávez é manter políticas sociais com crise   No caso de Chávez, a emenda autoriza que ele se torne candidato pela terceira vez. O presidente tem feito forte campanha pela aprovação da medida, que ele diz necessária para que a "revolução socialista" continue. "Esta revolução bolivariana chegou para estabelecer-se, crescer e para ficar para sempre, para ser vitoriosa sempre, pela via do socialismo e da soberania popular", declarou Chávez nesta semana, durante uma comemoração de seus dez anos no poder.   A última pesquisa de intenção de voto realizada pela empresa Datanálisis, divulgada na semana passada, mostra que 51,5% dos venezuelanos apoiam o fim do limite à reeleição, enquanto 48,1% rejeitam a proposta. "Há muito o que fazer, mas não será com a oligarquia que sempre deu as costas ao povo, que sempre roubou o dinheiro do petróleo, que vamos conseguir transformar o país, jamais", acrescentou Chávez durante o ato.   O referendo é visto por analistas como uma "prova de fogo" a que serão submetidos o presidente e seu projeto bolivariano, já que, dentro do chavismo, ainda não há um líder capaz de substituí-lo e dar continuidade ao governo que pretende consolidar um projeto socialista.   A proposta de reeleição de Chávez já havia sido rejeitada em um outro referendo, em 2007, quando o presidente apresentou um projeto de reforma constitucional que pretendia abrir caminhos para a implementação de seu plano socialista no país.

Tudo o que sabemos sobre:
Hugo ChávezVenezuelareferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.