Terremoto atinge norte do Chile, sem registro de danos

Segundo autoridades, não houve registro imediato de danos às minas de cobre da região

REUTERS

20 de junho de 2011 | 15h11

SANTIAGO - Um terremoto de magnitude 6,3 atingiu a região produtora de cobre no norte do Chile nesta segunda-feira, 20, mas não houve registro imediato de danos às principais minas e, segundo as autoridades, não houve feridos ou um risco de tsunami.

 

A mineradora estatal Codelco, maior produtora mundial de cobre, disse que suas minas Chuquicamata, Radomiro Tomic e Al Abra estavam operando normalmente após o tremor. A Teck Resources também informou que não houve impacto em sua mina Quebrada Blanca.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos disse que o terremoto atingiu 88 quilômetros a nordeste da cidade de Calama, próxima às maiores minas do Chile, país que produz cerca de um terço do cobre mundial.

 

Segundo a Marinha, não existiu alerta de tsunami após o terremoto, e o departamento nacional de emergências disse que não houve registro de danos ou feridos após o terremoto.

Um terremoto de magnitude 8,8 e um tsunami atingiram a região centro-sul do Chile em fevereiro de 2010, destruindo a infraestrutura local e as indústrias, mas deixando intactas as minas localizadas no extremo norte do país.

Tudo o que sabemos sobre:
CHILETERREMOTODANOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.