Terremoto de magnitude 5,5 atinge região central do Chile

Após 14 minutos, o sismo foi seguido por outro tremor, este de 4,1 de magnitude e com epicentro a poucos quilômetros do primeiro

Efe,

14 Setembro 2011 | 05h12

SANTIAGO DO CHILE - Um sismo de 5,5 graus na escala Richter foi sentido nesta quarta-feira, 14, com uma elevada intensidade na região central do Chile, incluindo a capital Santiago, informaram fontes oficiais chilenas. Ainda não há informação sobre vítimas ou danos.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos atribuiu ao sismo uma magnitude de 5,9 graus na escala Richter.

Segundo o Serviço Sismológico da Universidade do Chile, o tremor aconteceu às 4h03 locais, a 51 quilômetros de profundidade sob o mar e 48 quilômetros ao norte do litoral de Valparaíso, situada por sua vez a 125 quilômetros da capital.

Após 14 minutos, o sismo foi seguido por outro tremor, este de 4,1 graus e com epicentro a poucos quilômetros do primeiro.

O movimento telúrico desta quarta-feira foi sentido com força nas regiões de Coquimbo, Valparaíso e Santiago, e com menos intensidade nas de O'Higgins e Maule, assinalou o Escritório Nacional de Emergência do governo chileno.

O sismo alcançou uma intensidade de 6 graus na escala de Mercalli, que vai de 1 a 12, nas cidades de Valparaíso e Viña del Mar, e de 4 graus nas localidades de Quillota e San Felipe, situadas nessa mesma região.

Também foi sentido com intensidade de 6 graus nas cidades de La Serena e Coquimbo, situadas em frente à mesma baía, cerca de 470 quilômetros ao norte de Santiago, enquanto na capital chegou a 4 graus Mercalli.

A onda telúrica se expandiu em direção ao sul, até as regiões de O'Higgins, cerca de 100 quilômetros de Santiago, com uma intensidade de 3 graus, e Maule, cerca de 200 quilômetros da capital, com 2 graus.

Mais conteúdo sobre:
terremoto chile santiago tremor sismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.