Terremoto moderado atinge capital mexicana

Tremor de 5,7 graus sacudiu zona central do país; não há informações sobre vítimas ou danos materiais

AP, Efe e Reuters,

22 de maio de 2009 | 16h46

Assustados, mexicanos saem às ruas após tremor na Cidade do México. Foto: Efe

 

CIDADE DO MÉXICO - Um terremoto de intensidade moderada atingiu nesta sexta-feira, 22, a zona central do México, forçando a evacuação de dezenas de edifícios na capital do país. De acordo com o Serviço Sismológico Nacional (SSN), o sismo alcançou 5,7 graus de magnitude na escala Richter e o epicentro foi registrado em Tehuacan, ao sul do Estado de Puebla, localizado a 200 quilômetros da Cidade do México.

 

As emissoras de rádio locais informam que o tremor, que ocorreu por volta das ocorreu por volta de 14h25 no horário local, foi sentido em vários pontos da capital, mas não há informações sobre vítimas ou danos. "Não encontramos danos maiores até o momento", afirmou o prefeito da Cidade do México, Marcelo Ebrard. "Temos todos os sistemas da cidade funcionando sem danos: hospitais, metrô e água."

 

A primeira informação era de que o tremor havia alcançado 5,9 graus de magnitude, mas depois o número foi revisado pela agência geológica mexicana. Perto do epicentro, nos arredores da cidade de Puebla, vários edifícios foram esvaziados, entre eles a gigantesca planta da Volkswagen.

 

No centro da capital, que possui 20 milhões de habitantes, várias pessoas saíram às ruas após o tremor, mas aos poucos foram retornando para suas casas e escritórios. Congestionadas, as redes de telefonia celular deixaram de funcionar durante

vários minutos.

 

O abalo foi "mais profundo do que o que estamos acostumados", o que explica que tenham sido sentidos dois movimentos bruscos enquanto a terra tremeu, explicou a uma emissora local Carlos Valdés, diretor do SSN. Momentos depois do tremor, serviços de Defesa Civil começaram a checar possíveis danos na capital mexicana, com helicópteros e por terra.

   

Valdés afirmou que, pelo modo como a terra tremeu, é improvável que haja réplicas. O tremor desta sexta é o segundo movimento sísmico registrado em menos de um mês - em 27 de abril, a mesma região foi atingida por um terremoto de 5,8 graus de magnitude.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicoterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.