Terremoto no Chile é sentido em quatro Estados do Brasil

Tremor de magnitude 7.7 atinge norte do Chile e é sentido em São Paulo, Curitiba, Brasília e Porto Alegre

Fabiana Marchezi, Mariana Segala e Wladimir D'Andrade, da Agência Estado,

14 de novembro de 2007 | 15h46

Pelo menos quatro bairros de São Paulo sentiram reflexos do tremor de magnitude 7,7 graus que atingiu o norte do Chile na tarde desta quarta-feira, 14. O tremor foi sentido nos bairros da Mooca, Jardins, Ipiranga e no centro da cidade, segundo informações da Defesa Civil de São Paulo. O tremor também foi sentido em Brasília, Curitiba e Porto Alegre, segundo o professor George Sand França, do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB). Terremoto de magnitude 7.7 atinge o norte do Chile De acordo com França, é provável que a ressonância do terremoto também tenha sido sentida nos prédios mais altos de Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). "Com o terremoto de hoje, temos notícia de 46 eventos ocorridos nos Andes que tiveram reflexos no Brasil desde 1922", afirmou o professor.  Segundo a Defesa Civil de São Paulo, moradores e funcionários que trabalhavam em prédios na Avenida Paulista e vizinhanças ficaram assustados com o tremor que durou cerca de 40 segundos e deixaram o local, já que não sabiam o que estava ocorrendo. Segundo o porta-voz do órgão, não houve registro de pessoas feridas ou de algum problema mais sério provocado pelo susto do tremor. A Defesa Civil registrou maior intensidade de tremores no centro da cidade, e alguns prédios antigos deverão passar por vistoria de engenheiros da subprefeitura da Sé por medida de segurança. Moradores de prédios mais antigos próximos ao Largo do Paissandú, Rua Antonio de Godoy, Avenida Ipiranga e na região da Luz também relataram os abalos. O engenheiro industrial Eugen Weiss, que mora na Rua Augusta, a dois quarteirões da Avenida Paulista, também sentiu um tremor. "Foi como uma pancada. Até pensei que era uma colisão de caminhão ou de um ônibus na rua", disse. Ele mora no sétimo andar do prédio e afirma que a "pancada" não chegou a assustar, apenas "mexeu" algumas louças na casa. Ele só soube que o tremor foi um reflexo do terremoto no Chile pela reportagem. "Há uns cinco anos eu senti um terremoto aqui, mas foi diferente. Durou alguns segundos. Aí, parou tudo. Esse não, foi muito breve", afirmou Weiss.    

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoChiletremor de terra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.