Tiroteio deixa 3 policiais mortos em aeroporto da Cidade do México

Três agentes da polícia federal mexicana morreram nesta segunda-feira em um tiroteio com supostos traficantes no principal aeroporto da Cidade do México, enquanto viajantes em pânico tentavam se proteger, em mais um sinal de agravamento da situação de segurança na cidade.

REUTERS

25 de junho de 2012 | 19h58

Os policiais foram alvejados quando tentavam deter um suspeito no Terminal 2 do aeroporto, segundo nota do Ministério da Segurança. Dois agentes foram mortos no local, e o terceiro ainda chegou a ser levado com vida para um hospital.

Não ficou claro se algum dos suspeitos chegou a ser preso.

A TV mexicana mostrou um corpo caído no chão do que parecia ser uma área pública do aeroporto. Mais de uma dúzia de disparos foram ouvidos, o que levou muita gente a se refugiar na praça de alimentação do movimentado aeroporto, segundo a TV Milenio.

Jorge Gómez, porta-voz do aeroporto, disse à emissora que os pousos e decolagens continuaram normalmente depois do incidente.

A Cidade do México tem taxas de homicídio relativamente baixas em relação ao restante do país, onde 55 mil pessoas foram mortas em incidentes associados ao narcotráfico desde que o presidente Felipe Calderón tomou posse e mobilizou as Forças Armadas para uma "guerra às drogas".

Mas os ataques pouco a pouco têm chegado à capital e as comunidades vizinhas, e mais de 300 homicídios atribuídos ao crime organizado foram registrados no ano passado.

(Reportagem de Mica Rosenberg, Simon Gardner e Veronica Gomez)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOPOLICIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.