Tiroteios no México deixam mais seis mortos

Três supostos bandidos e três civis foram mortos na cidade de Torreón, no norte do país

EFE,

24 de outubro de 2010 | 20h14

Seis pessoas, entre as quais um menor de idade, morreram neste domingo, 24, após dois enfrentamentos armados entre autoridades e bandidos, que deixaram ainda um agente da polícia ferido no estado mexicano de Coahuila, informou a fiscalização local.

 

No primeiro tiroteio, um grupo de agentes da Polícia Preventiva Municipal da cidade de Torreón foi atacado a tiros esta madrugada no bairro de Zacatecas por vários indivíduos a bordo de um veículo, informou um comunicado da Fiscalização Geral de Coahuila.

 

Durante o tiroteio, três supostos bandidos morreram e um policial ficou ferido. O veículo e várias armas de calibres diferentes foram apreendidos.

 

Na cidade de Saltillo, capital de Coahuila, um grupo de agentes da Polícia Federal e do Exército que participava de uma operação para deter vários suspeitos foi atacado por homens armados que também dispararam de automóveis.

 

As balas atingiram três civis que passavam pela zona do tiroteio. "Lamentavelmente, durante este acontecimento faleceram no local um menor, de 14 anos", diz a nota da Fiscalização.

 

A jovem Karen Alejandra Siller Galindo, de 18 anos, morreu na ambulância que a levava para o hospital, e Maria Angélica Galindo Sánchez, de 47 anos, morreu ao chegar ao hospital da região.

 

A Fiscalização Geral do Estado condenou o ataque e expressou "seu pesar pelos lamentáveis acontecimentos". A violência do crime organizado no México já deixou mais de 28 mil mortos nos últimos quatro anos.

 

Na noite de sexta-feira, 13 jovens foram assassinados e outros 15 ficaram feridos numa festa em Ciudad Juárez, no estado de Chihuahua, vizinho a Coahuila.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.