Tremor de 4,1 graus atinge Peru e abalo é sentido no Acre

O abalo, que causou pânico entre moradores, não deixou de feridos ou danos materiais

26 de agosto de 2007 | 20h04

Um tremor de 4,1 graus de magnitude na escala Richter foi registrado neste domingo, 26, nas cidades peruanas de Lima, Callao e Pisco, atingidas pelo terremoto que abalou a costa do país em 15 de agosto e matou 519 pessoas.   Mais cedo, um outro abalo de 4,6 graus pôde ser sentido na Amazônia peruana, perto da fronteira com o Acre. O epicentro do tremor foi localizado 64 quilômetros ao sudoeste de Callao, a uma profundidade de 33 quilômetros, informou o Instituto Geofísico do Peru (IGP).   Não há notícias de feridos ou danos materiais causados por este novo abalo. O tremor foi sentido às 14h22 (16h22 de Brasília) e causou pânico entre os moradores de andares altos.   O abalo teve uma intensidade de grau III na escala de Mercalli em Callao e II em Lima e Pisco, no departamento de Ica. Horas antes, outro abalo, de 4,6 graus, foi sentido em Pucallpa, centro-leste do Peru.   O terremoto que ocorreu há 11 dias foi sucedido por centenas de réplicas, às quais continuaram sendo sentidas por duas semanas, mas cada vez mais longe, disseram os especialistas do IGP.

Tudo o que sabemos sobre:
PeruabaloAcre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.