Tropas mexicanas chegam a estado atingido pela guerra às drogas

Centenas de soldados duramente armados prepararam barricadas nas principais estradas no estado mexicano onde nasceu o presidente Felipe Calderon neste sábado. Neste estado, gangues de drogas intensificaram os ataques às forças de segurança do México.

ALBERTO FAJARDO, REUTERS

18 de julho de 2009 | 17h42

Tropas usando armas automáticas e vestindo máscaras de esqui para disfarçar sua identidade procuravam por veículos no estado ocidental de Michoacan em busca de sinais de tráfico de drogas depois do governo ordenar a ida de 5 mil e 500 homens, deslocados por terra, mar e ar para a área.

O aumento da tensão, uma dos maiores nos três anos de guerra contra o tráfico, veio depois de as gangues mirarem a polícia federal nos últimos dias, em retaliação à captura de alto membro do cartel local La Familia.

Em um movimento provocativo, o cartel abandonou 12 corpos de policiais torturados em uma estrada remota. Um vídeo mostrando os policiais sendo torturados e executados foi postado no YouTube, de acordo com o jornal El Universal.

La Familia cresceu a ponto de controlar elementos da polícia local e até mesmo alguns políticos de Michoacan, o que tornou a guerra contra as drogas mais violenta, preocupando Washington e investidores.

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICODROGAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.