Turismo em Cuba aumenta em 2009, mas governo não divulga receita

O turismo internacional em Cuba deve crescer 3,3 por cento em 2009 em relação ao ano anterior, com a chegada de 2,425 milhões de visitantes à ilha, afirmou o ministro do setor, Manuel Marrero. Ele não precisou, no entanto, o volume de receitas obtidas com os estrangeiros.

REUTERS

24 de dezembro de 2009 | 14h25

Segundo Marrero, em 2008 o turismo internacional contou com 2,348 milhões de visitantes.

"O maior mercado emissor de turistas para a ilha continua sendo o Canadá, com 900 mil pessoas... seguido por Grã-Bretanha e Espanha", disse Marrero, segundo texto publicado nesta quinta-feira no Granma, jornal do Partido Comunista.

O turismo e o níquel são as duas principais fontes de recursos de Cuba, cuja economia cresceu 1,4 por cento em 2009, menos que os 1,7 por cento previstos pelo governo.

(Reportagem de Nelson Acosta)

Tudo o que sabemos sobre:
CUBATURISMOALTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.