Uribe considera não se candidatar a um terceiro mandato

Ele fez afirmação após encontro com chanceler alemã Angela Merkel; imprensa local reafirma a não candidatura

Associated Press,

31 de janeiro de 2009 | 19h36

O presidente colombiano Alvaro Uribe sugeriu que ele pode não se candidatar a um terceiro mandato consecutivo, quando o seu atual terminar em 2010. "Não é meu interesse continuar como presidente", afirmou o chefe de Estado aos repórteres em Berlim, após se encontrar com a chanceler alemã Angela Merkel neste sábado, 31. Mas ele não rejeitou isso de maneira equivocada. O jornal da cidade natal de Uribe, El Colombiano of Medellin, noticiou na última semana, sem citar fontes, que ele não iria concorrer novamente. Seria necessária uma mudança na constituição do país para que ele pudesse se candidatar mais uma vez. Uribe é creditado por ter ajudado a abaixar as taxas de sequestros e homicídios da Colômbia e por ter enfraquecido o último grupo de esquerda de rebeldes armados do Hemisfério Sul. Mas críticos dizem que os 56 anos de Uribe o tornaram cego para alianças entre os militares da Colômbia e os esquadrões de morte da direita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.