Uribe descarta terceiro mandato na Colômbia

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe,negou rumores na quinta-feira que deseje um terceiro mandato,mas anunciou que orientará os eleitores a buscarem um candidatocom um perfil que permita manter seu programa de governo. Na véspera, a agência de classificação de riscos Moody''ssugeriu que poderia haver riscos em médio prazo na Colômbia seo sucessor de Uribe em 2010 não despertar a mesma confiança dosmercados. Segundo uma recente pesquisa do Centro Nacional deConsultoria, a maioria dos colombianos apoiaria um novo mandatode Uribe, reeleito em 2006, apesar da resistência do Congressoem reformar a Constituição para tal fim. "Sei que contribuo mais com a democracia da minha pátriaestimulando novas lideranças do que com a pretensão de meperpetuar", disse Uribe a uma assembléia da Federação Nacionalde Comerciantes, em Cartagena. "Mas o que não posso descuidar é de trabalhar na visão daColômbia do futuro e no trabalho de conscientização dos meuscompatriotas sobre o perfil do presidente que se deve buscar em2010 para que não nos equivoquemos e voltemos a períodos depátria boba", acrescentou. Proibido por lei de interferir na política partidária,Uribe não citou nomes de possíveis sucessores. Advogado, 55 anos, o presidente colombiano, no poder hácinco anos, é considerado o maior aliado dos EUA na América doSul. Ele mantém uma popularidade elevada, em grande partedevido à linha-dura com que combate guerrilhas marxistas. (Por Luis Jaime Acosta)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.