Uribe pede mediação de governador em diálogo com Equador

Quito rompeu relações diplomáticas com a Colômbia após o ataque de 1º de março de 2008

Efe,

11 de setembro de 2009 | 04h07

O presidente colombiano, Álvaro Uribe, pediu nesta quinta-feira, 10, a ajuda do governador de Nariño, Antonio Navarro, para intermediar com governo do Equador o restabelecimento das relações entre Quito e Bogotá, interrompidas em março de 2008.

 

"Por conduto do senhor governador (de Nariño, Antonio Navarro Wolf) quero repetir ao irmão povo equatoriano e ao governo do Equador, toda nossa vontade para avançar no caminho do melhor

entendimento entre nossos povos e entre nossos governos", disse Uribe durante uma visita a Nariño, departamento fronteiriço com o Equador.

 

"Senhor governador, leve essa mensagem e ajude ao governo. Estamos atentos aos bons ofícios que o senhor possa antecipar. Agradecemos imensamente", insistiu Uribe perante Navarro, um político do esquerdista Pólo Democrático Alternativo (PDA).

 

Assinalou que seu governo procura que a Colômbia inspire confiança para todos os compatriotas e para toda a comunidade internacional. Quito rompeu relações diplomáticas com a Colômbia após o ataque

de 1º de março de 2008 quando tropas colombianas atacaram um acampamento das Farc no Equador, no qual morreu "Raúl Reye", então número dois desse grupo guerrilheiro.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorUribeColômbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.