Uribe visita as duas ex-reféns das Farc e conhece Emmanuel

Presidente colombiano apresenta proposta de negociação com a guerrilha para as ex-seqüestradas

Efe,

16 de janeiro de 2008 | 12h04

O presidente colombiano, Álvaro Uribe, visitou na terça-feira a ex-candidata a vice-presidente Clara Rojas e a ex-congressista Consuelo González de Perdomo, libertadas dia 10 de janeiro pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informou uma fonte oficial.  Lula diz que seqüestro é 'abominável' e compara PT às FarcCartas de reféns revelam drama nos cativeiros das FarcUribe pode mudar status das Farc como terroristasSaiba quem são as refénsEntenda o que são as FarcCronologia: do seqüestro à libertação Uribe retornou de uma viagem de dois dias à Guatemala, onde assistiu à posse do presidente Álvaro Colom, e à Costa Rica. Ao chegar a Bogotá, ele visitou as casas das duas ex-reféns. As Farc libertaram as duas mulheres após a negociação do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Rojas chegou a Bogotá no domingo, e González de Perdomo, na segunda-feira. O presidente colombiano cumprimentou Clara Rojas, que estava em cativeiro desde fevereiro do 2002. Ela havia sido seqüestrada quando viajava pelas selvas do sudoeste do país com a sua então companheira de chapa Ingrid Betancourt, que ainda é refém das Farc. Na visita Uribe conheceu Emmanuel, o filho de mais de 3 anos de Clara com um guerrilheiro. As Farc haviam prometido libertar o menino em dezembro, mas o governo descobriu que ele estava num órgão estatal de proteção de crianças desde 2005. Mais tarde, o presidente visitou Consuelo González de Perdomo, segundo a mesma fonte. Uribe explicou às duas políticas sua proposta para que as Farc aceitem um acordo humanitário e libertem 44 reféns. Os rebeldes querem trocar os seqüestrados por cerca de 500 guerrilheiros presos.

Tudo o que sabemos sobre:
FarcÁlvaro UribeColômbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.