Venezuela acusa 'oligarquia' boliviana por ataque a consulado

A Venezuela classificou nasegunda-feira de "terrorista" o ataque contra seu consulado nacidade boliviana de Santa Cruz e acusou a "oligarquia" daquelepaís de ser a autora intelectual e material do episódio. Desconhecidos atiraram na madrugada de segunda-feiracartuchos de dinamite contra uma casa vizinha à sedediplomática e uma residência de médicos cubanos. As explosõescausaram danos menores. "Este ataque terrorista vem somar-se aos ataques que vêmdesenvolvendo esta minoria da oligarquia boliviana", disse ochanceler venezuelano, Nicolás Maduro, a jornalistas. Para o diplomata, os ataques foram motivados por recentespalavras do presidente Hugo Chávez de que o povo e o governovenezuelano não ficariam de braços cruzados se houvesseagressão contra o presidente da Bolívia, Evo Morales. "Eles acreditam que com suas expressões de racismo, com seuataque midiático e agora com seu ataque terrorista vão deternossa vontade de apoiar o povo boliviano, pelo contrário, hojenossa vontade se multiplica", completou Maduro. A Venezuela mantém um amplo programa de apoio ao governo deMorales, o que tem sido rejeitado por setores de oposição deambos os países. (Por Fabián Andrés Cambero)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.