Venezuela aprova nova taxa para companhias de petróleo

Nova lei poderá obrigar empresas estrangeiras a pagar taxas de até 60% do lucro na venda do óleo

Associated Press,

03 de abril de 2008 | 14h56

O governo venezuelano está planejando mudanças na legislação para permitir que o presidente Hugo Chávez imponha novas taxas de até 60% para empresas petrolíferas estrangeiras.   Veja também: Corrupção se tornou mais visível com Chávez, diz pesquisador   Nesta quinta-feira, 3, a Assembléia Nacional deu a primeira aprovação a uma nova lei, de 50% sob o lucro das companhias, quando o preço do barril de óleo estiver acima de US$ 70. A taxa poderá subir para 60% quando o barril chegar a US$ 100 ou mais.   A lei não terá efeito até sua segunda aprovação pelo Legislativo, controlado por aliados de Chávez, que deve acontecer próxima semana. A medida aparece meses após duas das maiores empresas de energia do mundo - Exxon Mobil e Conoco Phillips - deixarem a Venezuela em protesto contra a nacionalização petroleira decretada pelo líder venezuelano no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Hugo ChávezpetróleoVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.