Palácio de Miraflores/Efe
Palácio de Miraflores/Efe

Venezuela começa racionamento de energia elétrica

Governo não detalhou quão frequentes serão os cortes de energia, nem a duração deles em cada região

Agência Estado,

12 de janeiro de 2010 | 14h51

O governo da Venezuela começou nesta terça-feira, 12, um plano de racionamento de energia elétrica que deve abranger todo o país. A iniciativa foi divulgada pelo ministro da Energia Elétrica, Ángel Rodríguez, segundo informou a Agência Bolivariana de Notícias em seu site.

 

Veja também:

linkMilitares da Venezuela fecham 70 lojas no país

Em entrevista à emissora Venezolana de Televisión, Rodríguez disse que os diretores das filiais da Corporação Elétrica Nacional vão explicar como se aplicará a economia para cada zona do país. O governo ainda não detalhou quão frequentes serão os cortes de energia, nem a duração deles em cada região.

Rodríguez afirmou que as medidas buscam evitar que os níveis da água na barragem Guri cheguem a níveis críticos. Nessa barragem há um complexo hidrelétrico que produz 70% da eletricidade na Venezuela. "Estamos tratando de evitar que o Guri no fim de fevereiro nos leve a uma situação crítica, um apagão geral do país", enfatizou Rodríguez.

Pelo plano do governo, em organismos públicos foram implementadas reduções nos horários de trabalho. O governo também estimula a substituição das lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes, que consomem menos energia. O ministro disse que essas trocas das lâmpadas devem ser incentivadas, e que o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e suas patrulhas devem garantir que elas ocorram por todo o país, segundo a agência estatal.

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuelaracionamentoenergiaapagão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.