Venezuela comprará 5.000 fuzis de precisão da Rússia

Justificativa de Chávez é para caso de 'guerra de guerrilha', se o país for invadido por exércitos estrangeiros

Agência Estado e Associated Press,

20 de agosto de 2007 | 16h16

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou nesta segunda-feira, 20, que o governo de seu país comprará 5.000 fuzis de precisão para uso em "guerra de guerrilha" no caso de o território venezuelano ser invadido por algum exército estrangeiro no futuro, informou a Agência Bolivariana de Notícias (ABN). Chávez revelou durante seu programa dominical que a Venezuela comprará 5.000 fuzis Dragunov da empresa russa Roxoboronexport, prosseguiu a ABN. O Dragunov é um fuzil de precisão para franco-atiradores. Ele conta com mira telescópica, tem alcance superior a um quilômetro e é raramente encontrado fora da Rússia. O líder venezuelano aproveitou para contestar uma recente declaração do secretário de Estado adjunto dos EUA para Europa e Eurásia, David Kramer, que manifestou oposição às compras de armas feitas por Caracas sob a alegação de que elas não corresponderiam às necessidades do país sul-americano. "Esses fuzis são para vocês", disse Chávez, numa advertência aberta aos Estados Unidos. "Se vocês vierem pra cá, é bom deixar claro. Não são fuzis para uso convencional, mas para uma guerra de guerrilha", diz a nota da ABN. Em junho do ano passado, Chávez anunciou que estava avaliando a aquisição de uma frota de submarinos russos. Ao longo dos últimos dois anos, a Venezuela comprou da Rússia 53 helicópteros, 100.000 fuzis Kalashnikov AK-103 e 24 caças de combate Sukhoi-30. Apesar dos esforços americanos para impedir que outros países vendam armas à Venezuela, a Rússia já firmou contratos militares com Caracas por um valor próximo de US$ 3 bilhões, transformando-se no principal fornecedor de armas para o Exército venezuelano.

Tudo o que sabemos sobre:
ChávezVenezuelaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.